Diariamente converso com clientes e essa é uma dúvida comum a todos: Por que minha empresa deve ter um e-commerce?

Bem, vamos lá! Vou listar os 6 principais motivos (na minha opinião) para sua empresa ter uma loja virtual:

#1 – DISPONIBILIDADE / ALCANCE

Esteja disponível e seja encontrado por seus clientes 24 horas por dia, 7 dias por semana!

Diferente do varejo físico, na internet você não está restrito a receber pedidos e realizar vendas apenas no horário comercial. Além disso, problemas comuns de uma operação física, não atingem uma operação de e-commerce, por exemplo: falta de funcionários, chuva, frio, feriados e etc.

Além disso, em uma operação de varejo físico, você fatalmente está restrito a um raio de localização. Com uma loja virtual você passa a não depender mais do movimento de uma rua ou shopping como geralmente ocorre com lojas físicas. O e-commerce permite que você faça vendas na sua rua, no seu bairro, na sua cidade, no seu país e até para o exterior!

#2 – COMODIDADE

Permita que seus clientes tenham acesso a seus produtos no tempo deles. Ao invés de restringir o acesso no tempo em que sua empresa está de portas abertas, permita que através do computador ou do celular os clientes possam conhecer seus produtos e realizar compras na hora que acharem melhor: em uma pausa durante o trabalho, enquanto assiste um programa na TV, deitados em sua cama ou até mesmo naqueles momentos mais íntimos no banheiro (onde não largamos o celular rsrs).

#3 – RESULTADOS MENSURÁVEIS

Através de uma boa plataforma e de uma boa consultoria, você terá controle total sobre o negócio: valor investido em trafego, quantidade de acessos à sua loja, controle e cobertura de estoque, relação de categorias e produtos mais vendidos, relatório de vendas diário, semanal, mensal ou anual e muito mais! Tudo isso de forma online, em tempo real, bastando apenas ter um computador ou até mesmo do seu celular.

Mensurando tudo isso fica muito mais fácil saber quais os próximos passos a seguir, projetar crescimento e realizar mudanças no planejamento.

Lembre-se sempre: “Tudo que você pode medir, você pode melhorar”.

#4 – FACILIDADE NA DIVULGAÇÃO

Na internet há inúmeros meios de divulgar seus produtos de forma gratuita (orgânica) e paga (através de anúncios).

O trafego orgânico é baseado em SEO (otimização para buscadores) fazendo com que todo conteúdo do seu site esteja indexado nos mecanismos de busca. Utilizando uma boa plataforma de e-commerce com o passar do tempo e a evolução dos acessos na sua loja o Google começará a oferecer seu conteúdo como resultado da busca de expressões relacionadas a ele. Para conseguir isso é muito importante cadastrar seus produtos de forma bastante detalhada e com todas as suas características.

Já através da modalidade de compra de tráfego podemos criar anúncios em redes sociais como Facebook e Instagram, além de criar campanhas de Google Adwords e Google Shopping.

O E-mail Marketing também é uma poderosa ferramenta de divulgação, utilizada para impactar a sua base de clientes já cadastrados, ofertando a eles novos produtos ou promoções específicas e ou sazonais.

#5 – FUTURO

O comércio eletrônico ainda está engatinhando em termos de participação no mercado (apenas 4%), mas está em franca evolução em termos de tecnologia. Todos os dias surgem implementações e melhorias nos meios de pagamento, logística, segurança e etc. Tudo isso amplia e melhora a qualidade do serviço e a interação com o consumidor, facilitando as vendas via internet.

Por ser um mercado novo e em evolução constante, quanto antes você iniciar sua operação, melhor. As chances da sua loja virtual conquistar um espaço no mercado de e-commerce agora são maiores do que se você deixar para mais tarde quando o mercado já estiver saturado.

#6 – BAIXO CUSTO INICIAL

Esse é um mercado bem democrático. Existem lojas econômicas e avançadas, tudo depende da realidade do cliente e da maturidade do projeto.

Os custos para começar uma operação de e-commerce são bastante atraentes e geralmente adaptam-se a verba disponível do cliente. Quem pode investir mais, contrata uma plataforma personalizada, possui mais produtos em estoque, faz uma campanha com uma modelo mais badalada e etc.

Já quem possui um pequeno orçamento, pode iniciar com uma loja básica, no formato econômico, pagando uma pequena mensalidade e trabalhando até mesmo de casa, no formato home office.

Em uma plataforma avançada, como por exemplo a Dzaine o custo de implantação gira em torno de R$25 mil reais já a mensalidade é uma porcentagem sobre as vendas, o que permite que o projeto evolua de forma gradual, sem mensalidades fixas exorbitantes.


 

E aí, isso fez sentido para você?

Precisa de ajuda?  A Dzaine.net pode te ajudar! Entre em contato através do site ou e-mail.
Boas vendas! ?